Londres – 3 Dicas de Viagem

Nem todo mundo sabe mas morei um ano e meio na Irlanda (tanto na do Sul, em Dublin, como na do Norte, em Belfast) e viajei um pouquinho pela Europa, não tudo o que gostaria, mas deu pra curtir.

Esse post se deve não só ao fato de eu AMAR falar de viagens e especialmente, da Europa, como ao fato de ter recebido a maravilhosa noticia de que a minha irmã conseguiu juntar um dinheirinho e está indo para lá em julho com o namorado. Parabéns Rê! Como prometido, eis o meu roteiro, aproveite dele tudo o que te fizer feliz e faça o seu próprio.

O roteiro dela é Londres – Paris – Barcelona – Roma.

Dos quatro, infelizmente só conheci os dois primeiros, então esse post vai ser recheado de dicas sobre Londres e o que eu puder incluir de Europa em geral. Espero que gostem!

A casa dos beatles está cheia de lugares emocionantes para conhecer. O gostinho de andar nos ônibus de dois andares, tirar fotos nas clássicas cabines telefônicas vermelhas que fedem a xixi,ver o Big Ben…

1) Faça as Walking Tours!

A primeira dica que dou a todos que vão viajar por conta própria à Europa é “faça as Walking Tours“. Uma empresa especializada trabalha em dezoito cidades da União Europeia, EUA e Oriente Médio, com tours gratuitas para mochileiros e pessoas viajando com pouca grana. Como funciona? Todos os dias os guias estarão de camisa vermelha nos pontos marcados no site. De lá eles saem em grupos em inglês e espanhol num passeio que dura em média duas horas, dependendo da cidade.

Qual a diferença? Como os guias trabalham em sistema de “tips” (gorjetas) eles se esforçam ao máximo para fazer o seu passeio inesquecivel! São super amigaveis, fazem ótimas piadas e contam curiosidades que nenhum outro passeio de ônibus lhe contaria. Além de depois você já estar tão situado na cidade que pode andar tranquilamente pelos lugares que decidir voltar.

A Walking Tour de Londres sai todos os dias às 11h e às 13h da Covent Garden Piazza. Não tem erro, você logo avistará o guia de camisa vermelha.

Essa tour começa logo pelo Palácio de Buckingham e vai te apresentar os grandes nomes que um dia mandaram na Grã-Bretanha, de Edward, o confessor, a Winston Churchill, aos prédios onde eles viveram, trabalharam e se divertiram, passando pelo Parlamento inglês onde muitas revoltas já ocorreram e a lindissima Westminster Abbey.

Ao final da tour o guia vai te explicar o sistema de tips e pedir que você dê o quanto acha que o trabalho dele vale, ou quanto você puder. Se quiser. Na minha primeira vez (em Edinburgo), como pobre desempregada na europa, não paguei nada, se esse for o seu caso, não tenha vergonha, dê um belo aperto de mãos ao guia e diga-lhe que vai recomendar a tour, esse é o minimo que se pode fazer. Eu me redimi nas outras chegando a dar 10 euros ao guia de Paris. Esse valor ainda não chega aos pés do que você pagaria numa tour com um guia chato falando num microfone.

2) Camden Town

Próximo lugar imperdivel: Camden Town e Camden Market!
Preparado para toda a loucura e excentricidade de Londres? Em Camden você vai encontrar todo tipo de artigo maluco à venda, vai ver pessoas que você nunca sonhou existir no mundo e passear pelas ruas mais coloridas da Inglaterra.
Nos mercados de Camden pode-se encontrar todos os tipos de brechós, livrarias, camelôs, antiquários e lojas de velharias.

Camden Town Londres

Eu em Candem Town em 2010

Dica: procure bem! Você pode encontrar o mesmo item pela metade do preço 5 metros adiante e PECHINCE! Se você achava que pechinchar é coisa de brasileiro está muito enganado, os mercados de Camden estão mais do que acostumados e você pode chegar a baixar em 75% o preço de algum artigo, seja firme, saiba o que quer e não dê mole as insistências deles.

O meu companheiro de viagem comprou uma jaqueta de couro por umas 20 libras, comprei chapeus lindos por 5 a 10 libras.

Dica 2: esse bairro é o lar dos ingleses mais excêntricos, como a Amy Winehouse. Quando fui, em 2010, esbarrei com ela por lá!

3) Madame Tussauds

O famosissimo museu de cera é uma atração de pura diversão e cada visita é única uma vez que as coleções viajam pelos Tussauds do mundo inteiro, então cada vez que você vai nunca sabe quem pode estar por lá!

Madame Tussauds Londres

Dica: Compre seu ingresso pela internet no site oficial. Além de não pegar fila (que pode vir a ser imensa) você não corre o risco de chegar lá e tomar um susto. Comprando o ingresso comum na internet você ganha 10% de desconto, comprando o late-saver ganha 50% (o ingresso sai por £14,40) ou você pode comprar o All-inclusive que vale por um ano inteiro e você ainda ganha a sua mão em cera(£43,80)! {Atualização 26/02/2015: Os preços podem estar desatualizados, esse post foi originalmente publicado no meu primeiro blog em 2011. Recomendo verificar os mesmos no site oficial}

Dica 2: Para chegar ao Madame Tussauds você deve descer na estação‘Baker Street’ do metrô. Esse nome lembra alguma coisa? É, é a famosa rua do detetive favorito do mundo, Sherlock Holmes. A estação tem vários pontos legais para fotos, inclusive uma grande estátua do detetive bem na entrada/saida.

baker_editada

Dica 3: Na saída do museu você vai encontrar a loja de produtos do local, nada de inovador, mas tem um stand de venda de ingressos para musicais que vale a pena! Comprei bem barato para assistir o ‘We will rock you‘ no Dominium Theatre e foi maravilhoso.

Bom, esses são os meus pontos altos de Londres, que não se pode perder. E vocês, o que tem para recomendar da capital britanica?! 
Boa viagem à todos e…

mind-the-gap

{Post originalmente publicado em meu primeiro Blog – Champanhe e Gentileza – em 2013}

Deixe uma resposta!

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>